fbpx

Existem textos históricos que indicam a presença dos óleos na China e na Índia há mais de 5 mil anos, possivelmente em loções. O processo de fumigações aromáticas (similares ao atual uso aromatizante) foram introduzidas em 1.000 d.C. Já no ocidente, a aromaterapia foi difundida entre os séculos XVI e XVII. A composição química e a potencial força curativa dos óleos essenciais começou a ser esclarecida e, infelizmente, compostos químicos sintéticos foram desenvolvidos de forma a simular os efeitos das plantas. Um químico francês, René Maurice Gattefossé, descobriu que o óleos essenciais de Lavanda (alfazema) curava rapidamente uma queimadura em sua mão e que muitos óleos essenciais eram melhores antissépticos que seus correspondentes  sintéticos. Foi Gatefossé quem cunhou o termo “aromathérapie”. Além dele, médicos, cirurgiões e terapeutas começaram a introduzir cada vez mais os óleos essenciais em tratamentos e as características terapêuticas são disseminadas em uma frequência cada vez maior. No entanto, precisamos nos ater a qualidade e a pureza do óleo essencial como garantia de sua efetividade e mudança real na forma como lidamos com nossa saúde e bem-estar. Os óleos essenciais e todos os produtos dōTERRA® são submetidos a uma bateria de testes que certifica tanto seu refinamento quanto seu aspecto natural. Nós acreditamos em uma concepção de vida natural e terapêutica, que traga qualidade de vida para você e para todos que fazem parte da sua vida. Faça parte do movimento dōTERRA®!

× Adquira seu link promocional